8 dicas para otimizar a sua administração de estacionamento

Preencha os campos e receba nossos conteúdos:

    administração de estacionamento

    Compartilhe

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Um bom gestor empresarial, independentemente da sua área de atuação, sabe que melhorar a administração do seu negócio é um fator essencial para a garantir resultados mais expressivos, otimizar o uso dos recursos e planejar ações futuras. Em uma administração de estacionamento, muito se discute sobre redução de despesas, as vezes deixando de lado a discussão sobre melhorias e inovações, especialmente na gestão da receita e nas formas de aproveitar ao máximo o potencial do empreendimento.

    O post de hoje é um convite a essa reflexão. Confira!

    8 dicas para otimizar a administração de estacionamento

    Separamos abaixo 8 dicas focadas em melhorar a gestão de estacionamentos. São conceitos simples e eficazes, que você precisa colocar em prática para trazer ganhos de performance para sua empresa:

    Dica nº 1: faça uma análise SWOT

    A análise SWOT é uma técnica de planejamento estratégico estratégia. Ela é usada para ajudar os gestores a identificar os seguintes pontos:

    1. As fraquezas atuais da empresa;
    2. As oportunidades existentes;
    3. Os pontos fortes da empresa;
    4. As principais ameaças ao negócio de estacionamentos.

    A análise SWOT funciona como um plano cartesiano dividido em quatro quadrantes. O papel dos gestores é elencar itens dentro de um dos quatro pontos mencionados acima.

    Fazendo a identificação de pontos fortes e fracos e também das ameaças e oportunidades, o desenho de novas ações fica mais seguro, pautado sob a realidade da empresa e, claro, mais organizado. 

    A técnica é amplamente utilizada por grandes empresas do mundo, e pode ser colocada em prática em pouco tempo. Para te ajudar a entender mais sobre o tema, separamos um conteúdo específico sobre análise SWOT. Confira aqui. 

    Dica nº 2: identifique e separe as despesas

    Assim como acontece em qualquer organização, a administração de estacionamento conta com despesas fixas, como salários, aluguel, pagamento de franquia e contas de água e energia. Além dos gastos recorrentes, existem aquelas despesas extraordinárias, como trocar lâmpadas, pintar a fachada ou refazer a placa de preços que fica na entrada do estabelecimento.

    Para otimizar a gestão e o uso dos recursos disponíveis, é essencial elencar essas despesas e separar o que são gastos fixos e variáveis. Com isso, será possível analisar alguns pontos como:

    1. Qual é o mínimo de faturamento necessário para cobrir os custos e despesas operacionais, ou seja, qual o ponto de equilíbrio financeiro da operação;
    2. Qual a relação entre despesas fixas e variáveis, ou seja, qual a capacidade manobra sua operação tem para cada nova situação do negócio; 
    3. Quais os principais indutores das despesas variáveis.

    Todos esses insights são válidos para melhorar a gestão financeira do negócio. Com um norte definido sobre as despesas, cabe aos administradores analisar que tipo de ação pode ser feita para gerar retorno ao capital empregado e não deixar que o mês se encerre no vermelho.

    Dica nº 3: analise a ocupação e use os conceitos de Revenue Management

    Com um bom controle das despesas, a próxima etapa envolve o desenvolvimento de estratégias para aumento da receita. Além de agregar novos serviços, a partir de iniciativas próprias ou com parceiros, para gerar novas linhas de receita o gestor deve analisar as principais métricas que impactam a receita, no caso dos estacionamentos: a taxa de ocupação das vagas e o ticket médio.

    É preciso desenhar, experimentar e acompanhar o resultado de ações com objetivo de alcançar a receita máxima possível. Nesse sentido, é fundamental que o administrador preveja a ocupação futura do estacionamento e ao mesmo tempo conheça o preço que o cliente está disposto a pagar dependendo da região onde está localizado o estacionamento, dia e horário de uso, da motivação do uso entre outros.

    Tudo isso passa pelas estratégias de precificação. Alguns estacionamentos trabalham com preços fixos meses ou até anos a fio, porém, o mais indicado é analisar a projeção da demanda e a disposição em pagar do cliente para então definir a tabela de preços.

    Essa técnica é o que os especialistas chamam de Revenue Management, em português, gestão da receita. Trata-se de vender para o cliente certo pelo preço certo. Os setores hoteleiro e da aviação civil são mestres nessa estratégia, basta analisar os preços de diárias e passagens quando compradas com antecedência e quando a compra é feita em cima da hora. 

    Para entender bem como funciona o Revenue Management, separamos um conteúdo sobre o tema aqui

    Dica nº 4: avalie ter ou expandir sua presença digital

    Essa é uma dica bem simples, mas indispensável. O que está sendo feito para atrair o olhar dos motoristas para o seu estabelecimento? Vale apostar no uso dos aplicativos de navegação, como Waze e Google Maps. Criando uma ficha no Google Meu Negócio, seu estacionamento entrará na base de dados dos mapas usados nesses apps. 

    Com isso, o estabelecimento se torna visível para os milhares de usuários, já que essas ferramentas não apresentam só o caminho mais curto, mas também possuem recursos para divulgar empresas e pontos de interesse. 

    Dica nº 5: estude possíveis ações de marketing

    Ações de marketing, especialmente de marketing digital, possuem um bom custo-benefício e apresentam ótima capacidade de retorno. Por essa razão, é recomendável que os gestores analisem a possibilidade de ações como:

    1. Criar perfis nas redes sociais e compartilhar conteúdos para atração de clientes;
    2. Veicular anúncios nas redes sociais e também no Google;
    3. Construir um bom site para captar contatos de clientes e empresas interessadas em convênios;
    4. Estruturar comunicação via e-mails, com newsletters e outras informações interessantes para o público.

    Tudo isso vai auxiliar na geração de autoridade da marca e, claro, na captação e retenção de oportunidades de negócios. E você pode ficar despreocupado quanto aos gastos. Diferente de publicidades em televisão, rádio e veículos impressos, o marketing digital é mais barato e efetivo, além de ser mensurável, ou seja, é possível ter plena noção sobre a rentabilidade das estratégias de divulgação. 

    Dica nº 6: busque por parcerias mais vantajosas

    Seu estacionamento fechou um convênio que dá pouco lucro e perdeu a oportunidade de firmar uma parceria que gera mais receita? Então, será necessário rever esses contratos para otimizar a ocupação do estacionamento e, claro, o faturamento.

    Fique de olho nas possíveis parcerias, ofereça essa oportunidade para empresas próximas ao estacionamento e não se esqueça de revisar contratos e convênios para deixá-los mais rentáveis e protegidos frente a variações do mercado. 

    Dica nº 7: aposte no uso de tecnologias para transformar a administração de estacionamento

    Já ouviu falar em transformação digital?

    Hoje em dia existem muitas empresas se dedicando a criar ferramentas digitais que auxiliam as instituições e os funcionários em suas rotinas de trabalho. Com isso, demandas mais operacionais podem ser feitas de forma automatizada, em segundos, tudo usando o poder da tecnologia.

    Portanto, vale a pena analisar quais são os processos mais demorados e complicados da rotina da empresa e verificar a possibilidade de automatizar os mesmos. 

    Dica nº 8: acompanhe os indicadores de desempenho operacional

    Por falar em ferramentas tecnológicas, uma boa forma de melhorar a administração de estacionamento (e rentabilidade também) é ficar de olho nos indicadores de desempenho operacionais. Os gestores podem contar com soluções práticas e de alta confiabilidade, como os sistemas de análise de gestão de receita e outros indicadores chaves, conhecidos como o AGO. 

    A LOTS é uma das pioneiras no desenvolvimento de um sistemas para gerenciamento de receita e indicadores chave, o que facilita a leitura sobre o desempenho operacional e quais são as principais oportunidades para maximizar a receita.

    O foco do AGO é na análise dados para gerar gráficos de desempenho operacional de forma rápida e sem a necessidade de manipular essas informações em planilhas. 

    O objetivo do sistema é fazer um aporte de inteligência de negócios, trazendo os estacionamentos para o time das empresas que tomam decisões data-driven, ou seja, com base em dados sólidos sobre seu desempenho. 

    Por fim, vale lembrar que não existe uma única solução para melhorar a administração de estacionamento. O ideal é compor um mix de soluções, tendo como base as dicas enumeradas acima. 

    E fica aqui nossa dica final: a melhoria de resultados no estacionamento depende diretamente do engajamento dos gestores e na busca pelas melhores ferramentas e técnicas de gestão. Portanto, pesquise novidades e teste soluções que possam otimizar a rotina de trabalho e os resultados da organização.

    Gostou das dicas? Acompanhe nosso blog para ficar por dentro de notícias, dicas, curiosidades e informações sobre o mercado de estacionamentos.

    Compartilhe

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta